Tendências de mercado para 2022 – Fintechs

Outro segmento que vale a pena apostar em 2022 é o de fintechs. É um tipo de negócio que desenvolve soluções tecnológicas para o mercado financeiro, com um grande volume de investimentos. 

A palavra Fintech tem sua origem na união das palavras Finance e Technology, o que se traduz por Tecnologia Financeira. As startups que desenvolvem, produzem, comercializam ou possuem qualquer tipo de operação que alie tecnologia à área financeira são chamadas de Fintech.

Muitas Fintechs são relativamente novas no mercado e operam como startups. Basicamente estas startups inovadoras podem optar por:

  • crescer e dominar um grande segmento do setor financeiro;
  • focar-se em áreas de nicho;
  • prestar serviços especializados a instituições maiores (como bancos, por exemplo).

Muitos bancos têm apostado na Tecnologia Financeira, e têm até departamentos dedicados a Fintechs. Outros compraram empresas Fintechs – incluindo bancos digitais – ou formam parcerias.  Em Portugal o caso mais recente de inovação na área financeira, é o ActivoBank, uma Fintech do banco Millennium que não cobra (ou pelo menos reduz muito) as taxas de conta e a burocracia.

Outro exemplo é o Paypal utilizado nas compras pela internet. Também sempre que se cria um cartão de crédito virtual com o MB Net, ou transfere dinheiro via smartphone com o MB Way, ou ainda sacar dinheiro numa caixa eletrônica sem usar o cartão bancário, está a usar ferramentas muito ligadas ao setor Fintechs, criadas pela SIBS, no que diz respeito aos bancos.

Uma das apostas mais recentes das Fintechs em Portugal é a concessão de crédito. A ITSector criou uma app que permite simular e contratar um crédito em tempo real; a Casa Banco CTT permite-lhe obter crédito à habitação; já a CrediSimples do Santander Totta é uma app que disponibiliza crédito pessoal.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.